Poema | Inconsciência

Acordei e Minha cama estava em chamas! Os pés tocam ao chão e pesam as costas Na mesa empoeirada minha paixão A guerra perdida protesta Acordei, sem saber se vive ou se sonhei Gelada a maçaneta que construirei A ilusão titere sorri por entre as grades Luzes transcendem falhas no caixão Os gritos ecoam lado…

Poema | A lua, o Sol e o Muro

O conhecimento leva nosso cérebro a bonança, como as asas do ganso. Podemos ver o quanto é lindo o outro lado, o quanto é belo; a plena harmonia das coisas, o mal e o bem de mãos dadas. Assim como quando o noite avista o dia, todo seu poder, amedrontasse. Martilho. E Depois se apodera…

Poema | Febre invisivel

Estas alucinado De olhos fechados e a boca aberta De ouvidos cerrados De mente rematada Posto e ereto, ignora os fatos Absorvem os mitos Talvez por mentalidade Talvez por puro egoísmo Talvez por precisão Certeza do que procura não existe Certeza do que tem não importa Certeza do sentimento fraco e inútil Está certo sobre…

Autognose

  Sim, a esperança aconchegada Não, sua imagem na tela Mente em animo à vitória Trêmulo e próximo, gloria Pois bem,  orangotango O castelo cristalino traga escremento A visão contorce de vergonha Sente e espere, Interponha Isso!  faz-se real quanto zela O mundo, eu e ela Cruel, tardio, indiferente Egoísta e injusto, a gente A…

Poema| Do Desejo – de Hilda Hilst

E por que haverias de querer minha alma Na tua cama? Disse palavras líquidas, deleitosas, ásperas Obscenas, porque era assim que gostávamos. Mas não menti gozo prazer lascívia Nem omiti que a alma está além, buscando Aquele Outro. E te repito: por que haverias De querer minha alma na tua cama? Jubila-te da memória de…