Musica é Poesia #5 | Things That Stop You Dreaming – Passenger

Things that stop you dreaming

 

 

Passenger – Things That Stop You Dreaming

Não tenho dinheiro em minhas mãos, em meu casaco ou em meu bolso
Não chegarei ao espaço porque não tenho um foguete
Mas tenho ar em meus pulmões
Olhos em minhas meias
E um coração que bate
Como uma torneira pingando
À noite, quando não há um encanador para pará-la
Jack* em uma caixa, sem chave para tancá-la
Bem, esse bote pode afundar, mas eu não vou balançá-lo
Porque o mar não sabe meu nome
É, esse bota pode afundar mas eu não vou balaçá-lo
Porque o mar não sabe meu nome

Bem, se você não pode ter o que você ama
Você aprende a amar aquilo que tem
Se você não pode ser o que quer
Você aprende a ser aquilo que você não é
Se você não pode ter o que precisa
Você aprende a precisar daquilo que te impede de sonhar
Tudo aquilo que te impede de sonhar

Eu não tenho palavras e não mantenho promessas
Nada a mostrar além desse livro cheio de sonetos
E meu fígado pode ser estragado mas meu coração é honesto
E minha palavra é verdadeira
Assim como o céu é azul
No verão, quando todos ficam na mesma
Com as peles mornas e queimaduras de sol
E nossos olhos brilham como um céu cheio de cometas que correm como um trens de prata
É, nossos olhos brilham como um céu cheio de cometas que correm como trens de prata

Bem, se você não pode ter o que você ama
Você aprende a amar aquilo que tem
Se você não pode ser o que quer
Você aprende a ser aquilo que você não é
Se você não pode ter o que precisa
Você aprende a precisar daquilo que te impede de sonhar
Tudo aquilo que te impede de sonhar

Bem, se você não pode ter o que você ama
Você aprende a amar aquilo que tem
Se você não pode ser o que quer
Você aprende a ser aquilo que você não é
Se você não pode ter o que precisa
Você aprende a precisar daquilo que te impede de sonhar
Tudo aquilo que te impede de sonhar
Tudo aquilo que te impede de sonhar

Composição: Mike Rosenberg
Traduzida por Ana Luísa
+

 

Anúncios