Como Criar uma Rotina de Escrita

Quase todos os escritores concordam que para conseguir escrever um livro é preciso uma rotina de escrita. O seu objetivo deve ser realista para evitar frustrações. A nossa sugestão é que tente escrever entre um numero de palavras por dia, a depender do seu ritmo. Costumo escrever entre 500 e 1000 palavras por dia. Ainda é pouco, mas estou trabalhando nisso e espero conseguir. Espero que você também.

Se acha que não vai ter tempo para uma rotina deste género, consiga. Escrever pode ser uma atividade divertida, mas não será apenas isso se deseja evoluir. “Escrever é um ócio muito trabalhoso”, Johann Goethe.  Deve comprometer-se afincadamente para tornar o seu trabalho de escrita produtivo.  A repetição sistemática da mesma atividade todos os dias elimina resistências e a tentação de deixar para depois.

Associamos hábitos à atividades repetitivas e entediantes. E de fato, muito do que faz parte da nossa rotina diária não passa de manutenção do nosso corpo e bem estar. Mas hábitos também permitem que a gente desenvolva a prática espontânea e automática de certas habilidades. Não existem teorias ou fórmulas secretas para se escrever bem. A prática constante é a única forma de aperfeiçoar suas habilidades. ” Não há como transformar um escritor ruim em um escritor bom, mas há como transformar um escritor razoável em um escritor melhor.” diz Stephen, Completo: Com certeza há como transformar um escritor bom em um muito bom, a pratica. Não desista da ideia por pura preguiça de dedicar algum tempo diário a escrita, utilizando da ideia de que a pratica não fara grande diferença na qualidade dos seus textos para acobertar sua falta de vontade.

Técnica que garantem sessões inspiradas e produtivas pode ser motivação suficiente para escrever todos os dias.

Post com técnicas para obter motivação, todos os dias, assim como em sua falta: Aqui

Se você quer se tornar um profissional das palavras, precisa parar de condicionar suas sessões de escrita à garantia de resultados satisfatórios. Desista de tentar justificar racionalmente a cada dia porque você deve escrever. Durante um mês, se comprometa a incorporar a sua rotina o hábito diário de escrever um pedacinho de uma de suas histórias. Sem pensar, sem questionar, sem reclamar.

Quanto mais dias seguidos você escreve, maior é a reserva de energia que você acumula. Essa energia é o combustível que movimenta o hábito e é o que permitirá a realização da atividade naqueles dias em que faltar motivação.

“Um hábito é uma decisão que você toma apenas uma vez e não questiona sua validade constantemente.”

‘Você não precisa escrever 500 perfeitas palavras por dia. Basta escrever. Sentar na frente do computador, ou pegar seu bloquinho ou caderno, e escrever. A cada momento, podem surgir novas questões e descobertas sobre você mesmo. Escrever é difícil, mas é o que dá forma ao que somos. Refina nosso olhar e percepção sobre tudo que fazemos. Escrever faz você enxergar o trabalho de outros escritores de uma forma mais humilde e mais respeitosa.

Mas nem todo mundo escreve ou quer escrever. Por quê? “Eu não sei escrever”. “Não sou bom o bastante”. “Sobre o que eu poderia escrever?” – Todas são ótimas desculpas, mas você só vai ter certeza de cada uma delas se um dia sair da zona de conforto e tentar.

Se você sentar pra escrever pensando em vender milhões de livros, para por aí. Até porque o Brasil infelizmente está longe de ser um país de ávidos leitores e de escritores milionários. O número de leitores parece ter aumentado nos últimos anos – vide o sucesso de público das Bienais do Livro – mas ainda é muito pouco. Temos um problema sério de cultura. Muita gente ainda tem “medo” de ler, imagina então de escrever.’

Mais algumas dicas:

Acorde enquanto dorme:

Alguma vez você já se arrastou para o trabalho e , em seguida, ficou lá por um par de horas , à espera de que seu cérebro para se aqueça o suficiente para que você possa ser articulado e produtivo? Isso é um enorme desperdício de tempo , especialmente porque vai ocorrer que você seja obrigado a pensar rápido e enquanto estiver com o cérebro lento, te deixará em sérios apuros.

Em vez disso , considere a seguinte situação: enquanto toma seu cafezinho ou chá, prepare-se como se fosse o corredor na linha de partida, pronto para dar a largada.

Você pode  se inscrever em uma das inúmeras listas de discussão, daqueles que podem entregar um assunto para sua caixa de entrada a cada manhã . Se não houver nenhum grupo que se enquadre nessa categoria,pesquise rapidamente no Google sobre “prompts de escrita diária”. Existem inúmeros meios de desafiar o cérebro logo de manhã. O que é ótimo pois além de acostumar a acordar o cérebro cedo, resulta também em trazer-lhe foco para qualquer trabalho que esteja em sua mesa de trabalho.

Manutenção e expansão do vocabulário:

Você está familiarizado com o ditado que “não usa, atrofia”? Isso se aplica a muitos aspectos diferentes da vida, e a escrita não é exceção.

Numa época em que mensagens de texto e twittar são os principais veículos de comunicação, muitas pessoas acham que seus bancos de palavras mentais estão diminuindo a favor de formas criativas de condensar pensamentos em tão poucas palavras e caracteres possível . Isto pode ser problemático quando você está sentado em uma reunião e não se lembra de uma palavra escrita corretamente. Ou se você está escrevendo um ensaio e ter apenas uma palavra margeando sua memória. Você vai provavelmente acabar usando um termo que não é completamente apropriado , a menos que você gasta tempo lendo um dicionário para encontrar a palavra certa.

Contemplação e relaxamento do fim do dia:

A maioria de nós têm agendas muito ocupadas, bem como um pouco de estresse em nossas mentes. Não é incomum para estas coisas pesarem sobre nós quando temos uma trégua das milhares responsabilidades, quando estamos tentando dormir.

Considerando essa loucura diária, mantenha um bloco de notas ao lado de sua cama. Dedique 10-15 minutos todas as noites para escrever seus pensamentos sobre o dia. É bom colocar coisas que nos incomodam para fora. O ato de escrever ajuda a aliviar a ansiedade e deixa a mente descansar um pouco, tirando um pouco do peso das preocupações de lado. Inclusive, aproveite esse momento para pensar o que ocorreu no dia, mas finalizando com pensamentos positivos.”

Eu, como estou deitado e com um pouco de preguiça, não costumo usar um bloco de notas, mas o gravador do celular. :DD

“Muito tempo atrás, em uma galáxia distante, trabalhei em uma drogaria prestando assistência farmacêutica para pagar a escola de cinema. Ser farmacêutico de balcão é um trabalho cansativo e curioso, com duas facetas opostas. Há o lado burocrático e entediante de conferir receita, fazer registro no livro de controlados, ter horário certo para tudo e lidar com fiscalização. E há o desafio intelectual de entender o que está dentro daquelas caixinhas, tirar as dúvidas mais surreais dos clientes e ajudá-los de fato, acalmar os mais revoltados e treinar a sua equipe.

Para aliviar a pressão do lado burocrático, adotei a seguinte postura: de segunda a quinta eu seguia todas as regras da empresa, da cor do sapato à entonação do bom-dia. Sexta-feira, my game, my rules. Sexta era o dia de não levar desaforo para casa, de responder ao cliente, ao chefe e aos funcionários exatamente o que eu estava pensando. Sexta era o dia de juntar o cara de jaleco branco com o aluno da escola de cinema.

Graças a essa postura fora do padrão, fui convidado a montar um programa de treinamento para as lojas da rede naquele bairro. Seis meses depois, o programa foi adotado por toda a empresa, e funcionários de mais de 100 lojas passaram por ele.

Então, antes de qualquer coisa, a minha resposta ao tópico “Escrever todo dia é a fórmula do sucesso?” é não. E se você não entendeu o que farmácia tem a ver com isso, dê uma relida.

Sem entrarmos no mérito do que é sucesso para cada um, prefiro pensar na palavra “produção”.

Para gritar por aí que você é autor, basta ser maluco. Mas para publicar, é preciso um texto pronto e, vamos ser utópicos, bem escrito e revisado. Se o seu objetivo é escrever um conto de dez páginas por ano, você já tem a sua meta, basta estipular os seus horários. Daqui a dez anos você terá uma coletânea muito boa em mãos! Se o objetivo for um livro de 20” – Eric Novello

Escrever todos os dias não é a formula para o sucesso, mas é um processo que tem de ser feito, um passo importante, criar o habito e adicionar este habito ao cérebro para que aja no automático. Momentos de pura inspiração e liberdade, loucura e hiatos são necessários. Mas, o eu fazer e como fazer sua escrita compete a você.

Referencias:

http://ficcao.emtopicos.com/2012/09/como-desenvolver-o-habito-de-escrever-diariamente/ http://www.onerdescritor.com.br/2012/11/ficadica-004-escrever-todo-dia-e-a-formula-do-sucesso/ https://torrenteliteraria.wordpress.com/2014/03/05/beneficios-da-escrita-razoes-para-voce-escrever-todos-os-dias/ http://www.marciocs.com.br/por-que-voce-deveria-escrever-todos-os-dias/                                  http://www.bubok.pt/blog/crie-a-sua-propria-rotina-de-escrita/

Anúncios

Um comentário sobre “Como Criar uma Rotina de Escrita

  1. Pingback: Ritmo e Rotina de Escrita | Escrevendoor

Os comentários estão desativados.